quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Cristãããoos, Cristãããoss, ou Cristãos!

Cristãos! Ou Cristãos! Vocês são Cristãos! Olha os cristãozinhos ai! Cristãããoos, Cristãããoss, ou Cristãos!
            Foi em Antioquia que pela primeira vez foi citado a palavra Cristãos. "E sucedeu que todo um ano se reuniram naquela igreja, e ensinaram muita gente; e em Antioquia foram os discípulos, pela primeira vez, chamados cristãos."  (Atos 11 : 26). Sem saber o povo de Antioquia estava glorificando a Deus e exaltando a Cristo, quando chamavam os discípulos de Cristãos. O cristianismo do primeiro século foi hostilizado e recebeu alguns nomes pejorativos como “a seita do nazareno”, “os do caminho” etc. Mas quando em Antioquia os discípulos foram chamados de Cristãos, certamente alguma coisa diferente este povo viu para declarar a eles essa alcunha. Talvez por motivo de desdém, todavia, quando assim procediam, “Cristãããoss”, estavam realmente afirmando o mais fino e puro testemunho de Cristo, por verem as atitudes dos discípulos serem parecidas com a do Cristo ressurreto.
            E hoje, quando somos chamados de Cristãos, o que exatamente isso significa? Será que ao sermos chamados por esse precioso nome, realmente exemplifica o caráter e ações de Cristo em nossa vida? Infelizmente por parte da maioria talvez isso não signifique nada. Talvez uma adesão qualquer, como se fizesse parte de algum clube, time, grupo etc. A coisa se torna mais crassa ainda quando a designação passa para “crente” ou “evangélico”, e não menos estigmatizado é o termo popularmente conhecido como “gospel”. Por quê? Talvez uma frase, se não me engano, do Phillip Yancey resume: “O Cristo, não tem nada haver com a cristandade”.
            Contudo, ainda existem verdadeiros Cristãos! Talvez não estejam e nunca estiveram em evidência. Talvez são lembrados como conservadores, ortodoxos, radicais etc., mas eles existem sim, conheço vários deles. Homens e mulheres que buscam viver para o outro, que pelo menos tentam amar o próximo como a si mesmo. Pessoas que buscam viver como Cristo viveu, e ensinou. Servos que não tem amor na própria vida, porque entenderam que a vida pertence a Cristo. Esses tais não vivem mais pra si, mas para Cristo, pois como diz Paulo: "Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim."  (Gálatas 2 : 20).
            Se estão te chamando de Cristão, é porque certamente alguma coisa de Cristo estão vendo em você. Ainda que seja como em Antioquia, talvez por gozação, Cristo está sendo lembrado, testemunhado e glorificado. Se quando pensarem em mim, lembrarem de Cristo, ficarei extremamente feliz, então, continuem: Cristãããoos, Cristãããoss, ou Cristãos!
Obrigado!

Em Cristo, seu servo, Jean Carlos!

Artigos Relacionados

0 comentários:

Postar um comentário